Conheça o método de Benchmarking que desenvolvi

Depois de passar vários constrangimentos apresentando benchmarking “tradicionais”, empíricos e subjetivos, desenvolvi um método próprio, onde é possível quantificar e qualificar ao mesmo tempo.

Não tenha receio, este método foi desenvolvido por mim em 2009 e já foi realizado para várias empresas, dentre elas:

Vale, Infoglobo, Cemig, Iveco, Banco BDMG, Direcional Engenharia, UNA, IESB, Microcity, IETEC, Circuito do Rock, Super Nosso, Procriar, Prefeitura de Contagem, entre outras.

Benchmarking Tradicional
Habitualmente, os benchmarking’s tradicionais de sites, portais e aplicativos mobiles são desenvolvidos por um especialista com alguma (ou muita) experiência na área, aplicando uma avaliação subjetiva similar ao demostrado abaixo.

como_e_feito_01

Acha mesmo que alguém investiria R$ 200 mil baseado em algo assim? Você, no lugar do cliente, se sentiria confortável ou convencido apenas com isso?

Benchmarking de Recursos e Funcionalidades

Qual é a diferença?
Por este método, é possível realizar um mapeamento profundo no produto (site, aplicativo mobile) de forma a quantificar e qualificar os recursos e funcionalidades, por meio da relevância das informações para o negócio do cliente e, acima de tudo, para quem usa ou consome os produtos interativos.

Passo 01
Inicialmente, é preciso mapear todos os recursos, conteúdos e funcionalidades do site, aplicativo ou produto. Durante este processo, você vai agrupar as informações por macro-categorias, separando-as por tipo (institucionais, informações do produto/serviço, contato, diferenciais, entre outras).

como_e_feito_02

Passo 02
Nesta etapa, será necessário colocar um peso/relevância para cada conteúdo ou recurso encontrado.

como_e_feito_03

Importante:

  • O peso deve ser distribuído para cada item, sendo que a soma dos pesos precisa obrigatoriamente fechar em 100. Defina quais conteúdos encontrados têm mais relevância para o produto ou serviço, dando-lhes um peso entre 1 e 100.
  • Para tornar o benchmarking e o processo ainda menos subjetivo, avalie com o público final (quem compra ou utiliza) qual conteúdo ou recurso tem mais relevância.

Passo 03
Nesta etapa, também será necessário atribuir pesos, entretanto, estes serão dados a todas as macroáreas encontradas.

como_e_feito_04

Importante:

  • Assim como no passo 02, os pesos devem ser dados baseado na relevância da área para o produto, obviamente, na ótica de quem o consome.
  • O valor total dos pesos deve obrigatoriamente dar 100.

Resultado 

Quando você baixar a planilha, verá que o resultado final (e por área) automaticamente será gerado, similar aos exemplos abaixo:

Resultado Final

como_e_feito_finalResultado  da área institucional

como_e_feito_institucionalImportante

É fundamental destacar que este método faz apenas um mapeamento do cenário momentâneo, frente aos concorrentes. Ele poderá servir de base para o mapeamento de conteúdo, melhorias a serem realizadas, pontos fortes e fracos do site ou produto.

Porém, ele deve ser utilizado atrelado a outros métodos, pesquisas, entrevistas e muita conversa ;

Dúvidas?
Fique à vontade para entrar em contato pelo contato @ guilhermemarques.com

Anúncios

Um comentário em “Conheça o método de Benchmarking que desenvolvi

  1. Altruísmo profissional, uma das competências do futuro, em desenvolvimento na humanidade. Aqui, essa, parece estar dominada e não é proforma, pois o processo conserva o conceito, incorpora a experiência do autor e se mostra simples pra rodar outras vezes. Show!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s